Os benefícios dos alimentos caipiras

Em clima junino, selecionamos alguns alimentos e seus benefícios que compõe as mais tradicionais receitas presentes nas festas juninas em todo o Brasil.


Os principais ingredientes utilizados nesse evento festivo (gengibre, amendoim, milho-verde, canela, abóbora e mandioca) possuem propriedades que auxiliam no combate e tratamento de muitas doenças, como reumatismo, gripes, artrite, e até problemas cardiovasculares. Confira!
Abóbora
Entre os benefícios estão a redução do colesterol, a melhora do humor e do sistema imunológico e a  capacidade de auxiliar no emagrecimento. Uma xícara de abóbora cozida (purê) contém mais de 200% da recomendação diária de vitamina A, o que ajuda a visão. O alimento é rico em carotenoides, componentes antioxidantes que previnem o câncer. A quantidade diária recomendada é de uma porção de 150 g (1 xícara de chá), cozida no vapor ou crua em saladas.
Canela
Tem alto poder antioxidante, além de ser bactericida e antifúngica. É fonte de fibra, ferro e cálcio. Atua na redução dos níveis de glicose no sangue e colesterol. Alivia dores de cabeça e enxaqueca, auxilia na digestão e age como coadjuvante na melhora de outras enfermidades. Seu alto consumo pode lesar fígado e rim. A dose benéfica recomendada é uma porção de 1 g (uma colher de café rasa) ao dia. As melhores formas de consumi-la são em chás ou tempero para os alimentos.
Milho-verde
Puro ou como ingrediente, é uma importante fonte de energia para o homem. O milho também possui vitaminas B1 e E, assim como sais minerais, que são fundamentais para o bom funcionamento do intestino, participam da absorção dos carboidratos, retardando a absorção da glicose (açúcar), alteram a captação de alguns minerais do intestino e agem de forma positiva na manutenção do nível de colesterol. Por estas razões, o milho pode e deve ser incluído na dieta diária em saladas, misturado com outros grãos ou legumes, ou no lanche da tarde, uma espiga média. A quantidade ideal é de 2 colheres de sopa cheias por dia.
Gengibre
Indicado nas dietas de desintoxicação é um potente anti-inflamatório, anticoagulante e bactericida. Alivia náuseas, vômitos, dores de cabeça, gripes, diarreia, dor de estômago e reumatismo. Estimula o trânsito intestinal e evita a formação de gases. Pode ser consumido cru ou cozido. A dose indicada é 200 a 400 mg por dia (1 colher de sobremesa). Para emagrecer, a dica é misturar uma colher de gengibre ralado ao suco de 1 limão. O chá pode ser consumido todos os dias. Como tempero, use na mesma proporção que o alho e a cebola.
Mandioca
Rica em sais minerais, como ferro, cálcio e fósforo, além de vitaminas do complexo B e grande quantidade de potássio. É fonte de fibras vegetais, ajudando no trânsito intestinal, rico em amido, e não contém glúten. A mandioca também aumenta os níveis de serotonina, neurotransmissor que age nas regiões do cérebro responsáveis pela sensação de bem-estar. Pode ser transformada em farinha, uma das maneiras mais utilizadas, como na tapioca. Outras iguarias e modos de preparar a mandioca: beijus, sopas, pirões e mingaus. O ideal é consumi-la em pequenas quantidades (um prato pequeno) diariamente, ou substituí-la por outros tipos de carboidratos.
Amendoim
Rico em vitamina B3, ele colabora para a vasodilatação sanguínea, melhorando a circulação. Apesar do alto valor calórico, o amendoim é uma fonte de fibras que traz saciedade e ajuda a perder peso. Por ser considerado um dos alimentos mais completos em nutrientes (rico em proteínas, vitaminas, lipídios, carboidratos e sais minerais), o amendoim tem bastante aceitação. É útil nas defesas naturais do organismo. Recomenda-se o consumo de uma porção pequena de 50 g (1 xícara de chá ao dia). Porém, antes da compra, é fundamental verificar se o produto possui selo de qualidade.
Fonte: Revista Viva Saúde

Esta entrada foi publicada em Saúde e marcada com a tag , , , , . Adicione o link permanenteaos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Spam protection by WP Captcha-Free